sábado, 29 de setembro de 2018

Alto Paraíso de Goiás

Depois de quase 3 anos de pais, enfim tivemos um final de semana (podemos dizer Lua de Mel) sem as crianças e fomos conhecer as famosas cachoeiras de Alto Paraíso de Goiás.
Chegamos de tarde e ficamos na Pousada Camelot, lugarzinho bem pitoresco e muito confortável

De noite fomos comer um pizza e acabamos que encontramos alguns parentes.


Na manhã seguinte fomos direto para o Vale da Lua. Seu formato singular impressiona

 a caminhada é longa, o calor estava em torno de 34º, mas o visual compensou todo o desgaste.




De tarde fomos para a Cachoeira dos Cristais. Aliás, é uma cachoeira que se multiplica por várias. Muito pontos de banho e INÚMEROS "degraus" para malhar bem a panturrilha.

Momento demonstração de selfie sexy

Um beijinho para recuperar o fôlego e subirmos tudo novamente...

Tivemos que contratar um massagista de outro planeta para massagear nossas pernas. No dia seguinte mal conseguíamos caminhar para ir tomar o café da manhã.

Pirenópolis - GO


Neste final de semana saímos de Brasília para conhecer a cidade das cachoeiras no estado de Goiás.
Pirenópolis fica cerca de 150 km do Distrito Federal, a cidade tem uma alma bucólica, muito bonita e com fortes tradições culturais.

 No pico da Serra dos Pirineus a vista é fantástica — em Cachoeira do Abade.

Ficamos na pousada Canto do Sabiá, bem no centro e ao lado da cervejaria. 

 Ah, e por último não posso deixar de comentar da cerveja Santa Dica, artesanal e local. Recomendo a de hibiscos com trigo.


 Chegada na sede da Cachoeira do Abade. Bem estruturado e propício para levar o carrinho de bebês — em Cachoeira do Abade.


 Bárbara adora jogar pedrinhas na água — em Cachoeira do Abade.






 Mas é muito charme não? — em Cachoeira do Abade.


 A estrutura do restaurante é muito boa, confortável e preço justo.




O lugar realmente é fantástico. O dia passou que nem percebemos. o bom acesso para cadeirantes e  crianças facilita bastante o relaxamento das famílias.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Rota da Emoções




Após uma seção de fotos em família, preparamos nosso veículo para mais uma Trip desbravando nosso país.
    Decidimos fazer uma viagem mais longa e colocar o pé na estrada para conhecer a famosa Rota das Emoções, que abrange Lençóis Maranhenses, o Delta do Parnaíba e Jericoacoara. Porém resolvemos sair com a Pick-up de Belém, ou seja, nossa empreitada já começou com 900 km a mais a serem rodados em estradas não muito boas. Levamos 2 dias para chegarmos em Barreirinhas, porta de entrada para o Parque.
   Depois de muito trabalho e ter rodado 112 km a mais por cometer um erro de planilha, chegamos na http://pousadachykos.com.br/ e para compensar já fui levando a Bárbara para relaxar na piscina.
 
Bárbara ficou bem encantada com o "Papai do Céu" na capelinha da pousada.
   Na manhã do dia seguinte, peguei o Transfer para adentrar o Parque dos Lençóis Maranhenses. O acesso é via 4x4 no estilo "pau de arara", pois vamos na caçamba de Toyota Bandeirantes ou Hilux. Para ir com criança somente se for na cabine. Sacode muito e é desconfortável para elas.
 
 
 
    O visual no interior do parque é sensacional!!! Não tem como descrever em palavras, só indo mesmo para conferir. Infelizmente os outros passeios ficam muito ruins para quem está com crianças, pois são longos. Tem os quadris que percorrem 3 vilas através das dunas até o Delta do Rio Preguiça, porém fica em torno de 6 horas de duração e os barcos 4 horas mais uma parada com almoço. Deste modo não me senti à vontade de fazê-los e deixar minha família na pousada.
   Ao sair de Barreirinhas tivemos um grande contratempo, passamos um sufoco, pois o pneu estourou no meio de uma trilha de areia a 4 km da cidade e não tinha como usar o macaco.
   De volta à estrada passamos por Paulinho Neves e Parnaíba até chegarmos na famosa Jijoca de Jericoacoara. Ressalto que estávamos com um veículo 4x4 com guincho e snorkel, por isso nos arriscamos a pegar uma estrada de areia que cruzava alguns alagados antes de chegarmos no Parque Nacional de Jericoacora. Este caminho encurta o trajeto de veículos normais em cerca de 2 horas. Não é nada de outro mundo, mas é interessante fazer com mais veículos em comboio para aumentar a segurança.
 
 
    A praia de Jeri é realmente fantástica, principalmente para quem curte esportes aquáticos como Kite e Wind surf. O pôr do sol é deslumbrante e à noite tem todo o charme da vila com restaurantes e bares. A gastronomia é espetacular!!! Tem um requinte internacional com vários "Chefs" europeus utilizando muito bem o tempero do Nordeste. A Ypióca é o carro chefe dos drinks locais.
   A Igreja de Jericoacoara, também conhecida por “Nossa Senhora do Rosário de Fátima” ou “Igreja Nossa Senhora da Consolação”, possui um estilo de construção muito simples e foi erguida com pedras retiradas do Morro do Serrote pelos próprios moradores. De sua torre tem-se vista panorâmica da enseada.
 
 
  

   Retornamos pelas dunas em direção à Lagoa do Paraíso em Jijoca de Jericoacoara, onde almoçamos no https://www.alchymistbeachclub.com muito bonito e sofisticado, mas extremamente caro...
 
 
Seguimos então para a capital cearense e escolhemos ficar por 4 dias curtindo as praias do Futuro, a Av Beira Mar, os restaurantes locais e é claro o Beach Park.



Um lugar muito peculiar e extremamente delicioso é o Mercado do Peixe. Podemos escolher qual pescado queremos, compramos na peixaria e depois por apenas 10 Reais os bares preparam o prato.

   Já visualizando o retorno, escolhemos a praia de Flecheiras no município de Trairi como último destino. É uma vila de pescadores bem menor que Jericoacoara, mas com praias em grande extensão de areias que formam pequenas piscinas naturais. Ótimas para ficar com crianças, passear de quadriciclos e praticar o Kite.
 
 
 
 


 
 
 
 
 

   Por fim, o resumo da viagem em termos numéricos se deu da seguinte forma: 3555 km percorridos, média de 10,2 Km/l de diesel num total de R$ 1205,00 gastos em combustível. Passamos praticamente 6 dias no carro para aproveitar 9 dias reais de férias, um aproveitamento de apenas 66%.
   No valor gasto com a viagem de carro, hotéis, lanches, etc... totalizamos R$ 11.739,00. Para fazer o mesmo, economizando os dias de viagens e substituindo por passagens aéreas, o custo subiria para R$ 16.191,00. Ou seja, o mesmo que seria pago num pacote de 1 mês para toda a família ficar na Flórida!! É uma experiência única a Rota das Emoções, mas tem um preço e dá muito trabalho...